Nossa HistÓria

Feira e Festival

2016

Em 2016, os eventos completaram 11 anos. Mais uma vez, recebemos um grande número de visitantes nos nove dias do Festival. A temática escolhida foi “De Camões a Machado de Assis, uma viagem pela Literatura Clássica” e nesta oportunidade homenageamos o escritor José Murilo de Carvalho, como Patrono Flipoços 2016. A escritora poços-caldense homenageada foi Benedicta Pires Duarte, como escritora sulfurosa, um baluarte da literatura local, amante dos livros e das letras. A temática central, teve como objetivo fazer um convite ao público para uma viagem aos mundos clássicos e buscar na história a essência de cada um.
Poços de Caldas é apontada como uma cidade de maior índice de leitores do estado de Minas Gerais e no Brasil, em proporção. A pesquisa foi feita pela Câmara Mineira do Livro e foi lançada em formato de livro que leva o nome “O Livro em Minas Gerais – Uma pesquisa por regiões sobre o comportamento do leitor”.

 

 

2015

Em 2015, a Feira do Livro e o Festival completaram 10 anos. Este marco na história destes eventos, confirma sua grande importância na evolução da literatura da cidade. A história literária é muito forte e sua consolidação ao longo dos últimos dez anos, prova a atmosfera que paira na população passada e presente. O aniversário de 10 anos da Feira e do Festival, contou com a presença de Ziraldo, um dos ícones da literatura infantil do Brasil. Sua presença abrilhantou as comemorações do aniversário dos eventos. Nesta edição ainda, a escritora sulfurosa Lygia Maria Romanelli Westin, foi a homenageada escritora sulfurosa. Neste ano, Poços de Caldas, foi apontada como a cidade de maior índice de leitores de Minas Gerais e do Brasil, em proporção. A pesquisa foi feita pela Câmara Mineira do Livro e foi lançada em formato de livro que leva o nome “O Livro em Minas Gerais – Uma pesquisa por regiões sobre o comportamento do leitor”.

 

 

2014

Em 2014, o Festival Literário de Poços de Caldas, efetivamente, consolida-se e supera expectativas múltiplas. Supera número de público em geral, participantes por palestra, quantidades de escolas e crianças por atividade, aumento de lixo reciclável e coleta seletiva, aumento de vendas de livros, faturamento por expositor, receptividade de público em relação à programação do Festival e expectativa para a edição de 2015. A novidade da edição em 2014 ficou a cargo do lançamento do Circuito Pegada Literária que levou para vários pontos da cidade, atividades culturais e literárias. O Flipoços contou com a presença de Ferreira Gullar como patrono nesta edição e com Dr. Gaspar Eduardo de Paiva Pereira como escritor sulfuroso.

 

 

2013

A edição de 2013 coloca o Flipoços como um dos mais importantes Festivais Literários do Brasil. Autores de renome internacional mais uma vez, circularam pela cidade e deixaram como sempre um grande legado. Isto pode ser constatado, na pesquisa veiculada em agosto deste ano e realizada pela Câmara Mineira do Livro e ONU em que aponta Poços de Caldas como a cidade de Minas Gerais com o maior índice de leitores. Certamente, a Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas e o Flipoços são fatores determinantes para este grande mérito da cidade. Nesta edição os escritores Imortais foram destaque especial como os grandes homenageados do Festival. A escritora Imortal Nélida Piñon foi a Patronesse, mas o festival recebeu ainda os imortais: Ariano Suassuna, João Ubaldo Ribeiro, Evanildo Bechara, Sergio Paulo Rouanet. Outra novidade importante lançada nesta edição foi a “Mostra de Cinema Flipoços” que tem como objetivo exibir filmes relacionados às temáticas da edição correspondente e assim, agregar mais valor ao Festival que associa Literatura e Cinema. Outro dado importante a ser destacado na edição 2013, foi o fato do evento ter recebido um grande volume de divulgação na grande mídia, colocando mais uma vez Poços de Caldas em destaque nacional através deste importante evento literário. Em especial, pela reportagem especial feita pelo Globo News que veiculou nacionalmente no programa Globo News Literatura, esta festa literária maravilhosa realizada em Poços de Caldas.

 

 

 

2012

Nesta edição, o Flipoços conquistou um dos seus maiores desafios: mostrar à grande Imprensa a sua importância dentro do contexto de Festivais Literários no Brasil. Pela primeira vez, o evento contou com repercussão nacional através de veículos como: Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, O Estado de Minas, Valor Econômico, Rádios CBN São Paulo – Campinas e Belo Horizonte, Rádio Eldorado, Revistas Caros Amigos, Época, Terra da Gente, entre muitos outros Blogs, Sites, Jornais, Rádios de várias partes do País. A Feira e o Festival mereceram destaque especial na Revista Panorama Editorial, emitida pela Câmara Brasileira do Livro – CBL como uns dos mais importantes eventos do Circuito Nacional de Feiras de Livro. Foi um grande privilégio contar com uma reportagem de mais de três páginas do evento. Entre os convidados ilustres, destaque para as presenças de Ferreira Gullar, Luis Fernando Veríssimo, Zuenir Ventura, Fernando Gabeira, Luiz Felipe Pondé, os cartunistas Caco Galhardo e Paulo Caruso, entre outros. A edição deste ano da FNLPC e Flipoços 2012 prestou homenagem a um dos maiores críticos literários da história brasileira, o professor e escritor Antonio Candido de Mello e Souza, além de homenagem “in memoriam” ao escritor poços-caldense Jurandir Ferreira. Além de João Scortecci ter inaugurado o segmento de “Editores Homenageados” do Festival, Scortecci recebeu homenagem no Flipoços 2012, não só como Editor de destaque nesta edição, mas principalmente, pelos seus 30 anos de brilhante atuação no mercado editorial brasileiro.

 

 

2011

A 6ª edição da Feira e do Flipoços aconteceu de 30 de abril a 08 de maio de 2011, no Espaço Cultural da Urca, tendo a escritora russa, naturalizada brasileira Tatiana Belinky como patronesse.  Esta edição marca o início de uma nova era do Flipoços, cujo Festival desperta o interesse dos escritores e assim, o leque de opções de estilos, gêneros e assuntos na programação do Flipoços, se expande, denotando com isso, o primeiro festival temático do Brasil. Na edição 2011 convidados como Frei Betto, Laurentino Gomes, Eduardo Shinyashiki, Jeanette Roszas, Ignácio de Loyola Brandão, Adhemar de Barros, Paula Pimenta, Luis Nassif, Chico Lopes e o ícone da Literatura Brasileira, Ariano Suassuna são alguns dos grandes nomes que marcaram presença em Poços de Caldas. Este ano, marca ainda o lançamento de três novos Encontros temáticos e que foram recebidos com grande sucesso pelo público: “Encontro de Hip Hop” com a presença dos escritores MV Bill, Alessandro Buzzo, Inquérito, Mundano, além da participação de MC`s e DJ`s, dando oportunidades a inúmeras manifestações dos amantes do Hip Hop se apresentarem e desta forma, além da inclusão social, ainda puderam quebrar o preconceito em relação a esta Cultura. “Encontro de Educação” voltado para educadores e profissionais ligados à Educação, promovendo assim um dos momentos mais importantes de todo Festival.

 

 

2010

Neste ano os eventos se consolidam efetivamente e passam a ser “enxergados” como uma alternativa cultural não só como um grande atrativo turístico para a cidade, como também, como uma excelente oportunidade de negócios para os expositores da área. Realizada de 24 de abril a 02 de maio no espaço Cultural da Urca o Flipoços 2010 contou com o renomado escritor Rubem Alves como patrono da 5ª edição. A Feira do Livro e Flipoços homenagearam ainda o Estado de Minas Gerais e a Suíça, além da escritora Rachel de Queiroz que teve vários trabalhos apresentados através das Bibliotecas Públicas da cidade. Estiveram no Flipoços, Monja Coen, Luis Nassif, Fernanda Takai, Antonio Calloni, Lobão, entre outros nomes da literatura. A diversificação de autores e convidados, já começa a delinear este Festival como um dos únicos com uma proposta temática e que atenda aos mais diversos tipos de públicos. O primeiro Concurso Nacional de Poesias realizado entre GSC e Editora Scortecci foi coroado com sucesso. Mais de 3.500 pessoas de todo País inscreveram poesias, tendo 41 pessoas vencedoras que viram as poesias registradas na 1ª Antologia Flipoços. Neste ano, a GSC Eventos Especiais, idealizadora e realizadora da Feira e do Festival, participou pela primeira vez em um estande dentro da Bienal do Livro de São Paulo, juntamente com o Grupo Editorial Scortecci. Neste ano, pessoas de mais de 30 cidades da região do Sul de Minas e interior de São Paulo puderam desfrutar da Feira com mais de 70 editoras, livrarias e afins. Assim, o evento passa a ser uma grande oportunidade para todo sul de Minas e interior de São Paulo e uma das únicas oportunidades de inúmeras cidades pequenas terem contato direto com livros e autores.

 

 

 

2009

A partir desta edição, a Feira Nacional do Livro e Flipoços, por recomendação da CBL – Câmara Brasileira do Livro, parceira e apoiadora desde a primeira edição, sugeriu que a Feira passasse a contar com mais dias. A partir daí, os eventos começaram a ser realizados em nove dias e dos 25 de abril a 03 de maio. João Guimarães Rosa, homenageado “in memoriam” na abertura oficial da festa literária como Patrono do Flipoços 2009, cujo enteado Eduardo Tess e outros familiares do escritor estiverem pessoalmente na cidade para receber a honraria concedida ao escritor.

 

 

2008

Seis dias foram destinados no mês de abril para a realização da 3ª edição dos eventos, 01 a 06 de abril, no Palace Casino. Neste ano, os eventos já mostraram o grande potencial de desenvolvimento e se tornam um dos mais falados eventos Culturais Literários do Brasil. A patronesse em 2008 foi a educadora e especialista em linguística textual do Brasil, Ingedore Villaça Koch. O público pôde desfrutar de palestras de grandes escritores brasileiros durante o 2º Flipoços como MV Bill, João Scortecci, Maria Esther Mendes Perfetti, Walter Alvarenga, Gabriel “O Pensador”, Fabrício Carpinejar entre outros. A Feira contou com a presença de mais de 50 editoras de todo o Brasil, que trouxeram para o município e região, mais 10 mil títulos para todos os gostos e bolsos. Assim, a Feira também foi tomando corpo.

 

2007

De 21 a 25 de março de 2007 e desta vez o cenário para a II Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas foi a Associação Atlética Caldense. O patrono do ano foi José Midlin, advogado, empresário e, acima de tudo, grande amante dos livros e considerado o maior Bibliófilo da América Latina. Esteve pessoalmente em Poços de Caldas onde recebeu a homenagem e foi apresentado um filme sobre sua vida. Foi neste ano que nasceu, em paralelo, o 1º Festival Literário de Poços de Caldas (Flipoços), que recebeu diversos escritores de renome da Literatura Brasileira como Nelson de Oliveira, Yara Camillo e Inácio de Loyola Brandão, contista, romancista e jornalista brasileiro que esteve no evento atendendo ao público e toda imprensa.


 

2006

A 1ª edição da Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas aconteceu de 04 a 07 de maio de 2006 no Espaço Cultural da Urca com realização da GSC Eventos em parceria da Secretaria Municipal e Educação e Cultura, Livraria Nobel e Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares. Na ocasião, o patrono homenageado foi Manuel Fernandes Pinheiro Guimarães, escritor português criador do Portal dos Escritores. A Feira contou com apenas 30 expositores na época e como programação somente algumas atividades infantis.